segunda-feira, 8 de setembro de 2008

A história do creme de chantilly....

O universo deve o creme a um doido fantástico, Fritz Carl Vatel (1635-1671). Um doido que morreu cedo, aos 38 anos de idade. Aliás, um doido que se suicidou a fim de não se desonrar. Um empregado de salão, rigorosamente suiço, Vatel provocou a atenção dos senhores da casa palacial de Chantilly, e, jovem ainda, pelo seu charme e pela sua competência, ficou famoso nas cortes da França.
Impossível desvendar se a preciosidade aconteceu, prpositadamente ou acidentalmente. Verdade que o leite da região de Chantilly, onde Vatel se alojou aos 27 anos de vida, era mais gorduroso e, por isso mesmo, mais apropriado a bateção que o tranformaria numa pasta vaporosa e densa. Melhor: depois das suas experiencias iniciais, ao resultado da sua combinação, Vatel adicionou açucar. Maravilha. Imbatível maravilha, o creme chantilly.
Fonte: A Cozinha Clássica de Silvio Lancelotti

3 comentários:

Lú! disse...

Oi querida!
Primeiro adorei o seu email, e o cantinho escolhido está liiiindo!
Amei!
E sobre o post...amei tbéeem!
Vc já viu o filme?!
Chama-se Vatel um banquete para o rei.
No filme mostra a cena em que ele inventa o Chantilly...
Eu adoro, tenho aqui em casa...se vc não viu, veja... é com o Gérard Depardieu, que eu adoro tbém..rsrs
delícia de post!
Bjocas!!!
:O)

Graciele Amâncio disse...

Fico imaginando, qual foi a reaçao das pessoas daquele tempo ao experimentar algo tao diferente para a época...

Aline Neme disse...

Não é a toa que o chantilly é realmente uma coisa de louco... hehehehehe

ô piadinha sem graça a minha... hehehehe

Bjundas